Encontrar o talento ideal para ocupar determinada vaga é sempre um grande desafio. Muitas vezes, quando há certeza de ter encontrado a pessoa certa, vem a decepção, porque ela não permanece no cargo ou não atende às expectativas almejadas.

No entanto, uma alternativa para resolver essa situação é investir no onboarding de colaboradores.

O Onboarding de colaboradores é baseado em uma série de ações que devem ser realizadas pela empresa para que novos funcionários sintam-se confortáveis no ambiente de trabalho e encontrem um clima organizacional alinhado com o que foi proposto durante o processo seletivo.

Essa técnica pode ajudar a organização a conquistar resultados mais efetivos e criar um ambiente agradável para todos. Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe!

Afinal, o que é Onboarding?

O termo onboarding vem do inglês e sua tradução é “embarcar”. No conceito organizacional, significa que o novo funcionário precisa mergulhar no contexto da empresa, adaptando-se positivamente com o ambiente em que encontra logo nos primeiros dias de trabalho.

Muitas empresas enfrentam longos processos seletivos e, quando encontram o funcionário ideal, pecam na hora da contratação e do treinamento. Ou seja, o novo funcionário chega à empresa e encontra um clima pesado, um ambiente confuso e não sabe exatamente por onde deve começar. Por exemplo:

  • preencher os papéis para o RH;
  • atender o telefone (muitas vezes ele não sabe nem quais são os ramais dos colegas);
  • organizar as pastas no computador;
  • resolver pendências do funcionário que deixou a empresa.

Essa realidade faz parte da maioria das empresas que não sabem o porquê, mas têm uma taxa de rotatividade muito alta e não alcançam os resultados esperados.

Por isso, a técnica do onboarding aplicada aos colaboradores pode ajudar a solucionar esses tipos de problemas relacionados à integração de funcionários e equipes.

Como Aplicar o Onboarding aos Colaboradores da Minha Empresa?

– Explique a Realidade da Empresa durante a Entrevista

O novo funcionário precisa compreender qual é a missão, visão e valores propostos pela empresa. Mais do que isso, ele precisa se identificar com essa realidade.

Muitos entrevistadores omitem algumas tarefas no cargo – isso não pode acontecer! Além das tarefas diárias é preciso listar tudo o que será de competência do funcionário — por exemplo, aquele tradicional “dar uma ajuda no atendimento” ou “atender as ligações telefônicas de vez em quando”.

Aliás, é muito comum ouvirmos reclamações de funcionários com a tradicional frase: “mas eu não fui contratado para fazer isso”. Por isso, o grande segredo é manter uma comunicação clara e objetiva, pontuando tudo o que caberá ao funcionário realizar.

Esse tipo de atitude diminui as chances da pessoa se frustrar quando surgirem demandas que não sejam diretamente relacionadas às suas funções dentro da empresa.

– Apresente a Equipe

É fundamental ter alguém responsável na gestão de pessoas por fazer um tour com o novo colaborador, passando por todos os setores da empresa e apresentando toda a equipe (não somente as pessoas que ele terá contato direto). Desse modo, ele conhece a produção, o pessoal da limpeza, jardinagem e também todos os gestores e donos da organização.

Nesse trajeto, aproveite para contar um pouco mais sobre o dia a dia, sobre os desafios e conquistas do time. Dessa maneira, o novo funcionário poderá criar uma identidade e ter percepções positivas sobre o ambiente.

– Organize o Ambiente de Trabalho

Ambiente de trabalho organizado

Nada pior do que começar um trabalho novo em uma empresa e encontrar uma mesa cheia de papéis, bagunçada e com uma infinidade de problemas a serem resolvidos, não é mesmo?

Por isso, organize o ambiente de trabalho do novo funcionário: estruture as pastas do computador, delete o que não for necessário e separe os papéis com problemas a serem resolvidos por ordem de prioridade (deixe-os dentro da gaveta nesse primeiro momento).

O funcionário novo precisa encontrar um ambiente limpo, organizado e perfeito para que ele sinta que está no lugar certo. Em seguida, certifique-se de que a cadeira é confortável, que o computador está funcionando corretamente e que tem os softwares adequados para as atividades daquele setor.

Além disso, já deixe separado um papel com o login e senha no software da empresa, um novo e-mail configurado para o seu uso e também já aproveite para inseri-lo nas plataformas de bate-papo entre funcionários.

– Ouça o que Ele Tem a Dizer

É fundamental que o funcionário saiba que a opinião dele é importante. Por isso, sempre mantenha um diálogo aberto e crie uma comunicação de mão-dupla entre gestores e equipe.

Além de aplicar pesquisas de clima organizacional para identificar como está a motivação dos seus funcionários, tenha uma caixa de sugestões na empresa (ou até mesmo um campo no site para essa finalidade). Dessa maneira, as pessoas perceberão que podem expor suas opiniões, principalmente quando tiver algo que as esteja incomodando.

Formulário de pesquisa de satisfação

Você já conhecia a técnica do onboarding voltada para colaboradores? Pretende adotá-la na sua empresa? Aproveite para ler também nosso post sobre os tipos de avaliação de desempenho, assim você aprende um pouco mais sobre como criar um bom clima organizacional! Boa leitura!

Imagens: Pixabay
Author

Deixe um comentário!

%d blogueiros gostam disto: